Terça-feira, 11 de Março de 2008

Hedge funds no fundo

Verdadeiros bichos-de-sete-cabeças para muito boa gente, os hedge funds estão por estes dias na mó de baixo. Pior não se via há 10 anos, desde a crise russa. Estes fundos de investimento de ponta – inventados por Alfred Winslow Jones em 1949 – têm características muito próprias, usando e abusando dos mais sofisticados instrumentos financeiros actualmente existentes.
O pânico dos mercados não perdoa e os hedge funds, demasiado expostos às obrigações dos créditos hipotecários de alto risco, estão a resvalar para patamares mínimos, roçando o fundo do poço. Ainda por cima, já há muito que andam sob a mira das autoridades que exigem maior regulação neste tipo de fundos. A falta de transparência é vista por muitos como um factor de vantagem desleal para a obtenção de maiores retornos.
Como se não bastasse, agora são os bancos quem vêm apertar ainda mais a indústria, já que avançaram para a subida das taxas de juro concedidas aos próprios fundos, alegando danos colaterais derivados das perdas de activos e do incumprimento dos créditos de alto risco, sobre os quais os hedge funds adquiriram obrigações hipotecárias a potes, tirando proveito dos mecanismos de alavancagem elevados ao extremo. Agora chegou a hora de pagarem a factura inflacionada.
Resultado? Nos EUA, em menos de 1 mês, pelo menos 6 hedge funds tiveram de liquidar ou vender participações que detinham, num valor global que ultrapassa os 3,5 mil milhões de euros, fazendo vingar os piores cenários avançados há cerca de um ano, quando tudo (leia-se, o universo financeiro mundial) começou a descambar.
Seja como for, estes investimentos não são para quem quer; só para quem pode. Por exemplo, para entrar no BPI Strategies, o maior hedge fund gerido em terras lusas, são precisos 100 mil euros. Depois, conte com a comissão anual fixa de 1 por cento, mais a variável de 10 por cento do desempenho.
Resta dizer que os 3 supermercados de fundos (ActivoBank7, Banco Best e Banco Big) são o local ideal para procurar por produtos que, emboram não sejam hedge funds, utilizam técnicas destes para tentar ultrapassar as más fases do mercado. Diogo Nunes

Como o povo gosta
Estes fundos usam modelos desenvolvidos pelos hedge funds para ultrapassarem os tempos difíceis do mercado
Fundo Rendibilidade
12 meses
Risco Onde comprar
AGF Multi Alternatives 1,32% Médio baixo Banco Best
JPMorgan Highbridge Statistical Market Neutral 0,61% Médio ActivoBank7, Banco Best, Banco Big
SGAM AI Caxton Equity -2,69% Médio alto Banco Best
SGAM AI Renaissance Institutional Equity -8,12% Médio alto  Banco Best
SGAM AI Highbridge Statistically Enhanced Equity Portfolio US -16,42%  Médio alto
Banco Best
Fonte: Bloomberg. Valores em euros. 29 de Fevereiro de 2008
tags: ,

Pesquisa Carteira

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags