Quarta-feira, 19 de Março de 2008

Agricultor atento ganha a dobrar

Além de levarem a vida num ambiente mais puro e pacato, os agricultores melhor informados de todo o mundo andam por estes dias rejuvenescidos. Afinal, enquanto os executivos engravatados das stressantes e poluídas capitais coçam a cabeça com a crise financeira que abala as praças accionistas, quem ganha o pão da terra pode facturar a dobrar com os seus cultivos.
Basta continuar a colher as plantações, vender no mercado do costume e, depois de pagar todas as despesas, aplicar o que sobra no final do mês num dos vários instrumentos financeiros que permitem apostar nos bens agrícolas. Sugestões não faltam na edição em banca da Carteira e neste mesmo blogue. Com a contínua subida de preços sem dar sinais de abrandar o passo (muito pelo contrário), além de ganharem mais dinheiro com os mesmos produtos, os agricultores ainda podem esticar os lucros através do investimento nas mercadorias certas. No fundo, é como atirar uma semente para o chão e nascerem duas bananeiras.

O Parworld Agriculture rendeu cerca de 34% desde o lançamentoTractor a 10 por cento
Se a sua ferramenta de trabalho é a enxada, siga esta táctica e durma descansado à sombra das mais-valias, já que as suas finanças pessoais estarão bem protegidas, pelo menos, durante os próximos 3 ou 4 anos. Há consenso entre os especialistas sobre este assunto, já que são boas as perspectivas para o andamento da classe de activos das mercadorias, como um todo, e para os bens agrícolas, em especial.
Dentro deles, foco é dirigido para os cereais, como o milho, o trigo ou a soja, mas também para o açúcar e para o cacau. Diz quem sabe que são as suas cotações as que mais vão subir, podendo dar retornos de 2 dígitos em 2008, bem acima dos metais preciosos, metais industriais, recursos energéticos e gado vivo, os restantes companheiros de turma das mercadorias.
Está visto que os criadores de gado, também eles peça integrante do mundo rural, ainda que andem bem montados a cavalo, não vão conseguir acompanhar a velocidade dos agricultores que conduzam o tractor na seara dos ganhos. Diogo Nunes
2 comentários:
De Rui Ferreira a 29 de Abril de 2008 às 10:05
Seguindo o vosso conselho subscrevi cerca de 8 unidades do Parworld Agriculture no início de Março mas para minha surpresa já estou a perder cerca de 10%.Qual a razão deste decréscimo quando se está constantemente a afirmar que os preços dos cereais estão a subir?

Outra questão:mais concretamente em que cereais este fundo investe?Não consigo ter acesso a esta informação através do meu banco.

Cumprimentos
De Carteira.pt a 29 de Abril de 2008 às 18:58
Como indica o artigo, o Parworld Agriculture é uma aplicação a 3 ou 4 anos. Não se desiluda com um desempenho de 2 meses. Desde que começou, em Março de 2007, o fundo rendeu 27 por cento.
A última informação relativa à carteira do fundo é de Junho: 20% soja, 19% milho, 18% trigo, 8% algodão, 7% açúcar, 7% café, entre outros menos relevantes.

Comentar post

Pesquisa Carteira

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags