Segunda-feira, 24 de Março de 2008

Oportunidades em tempo de crise

Abrandamento económico, inflação e volatilidade são 3 actuais perigos para os investidores. No entanto, como diz a cultura chinesa, onde há perigo há também oportunidade. Eis algumas oportunidades de investimento em tempos de crise económica.
Com ou sem recessão nos EUA, o abrandamento da economia mundial é uma certeza. Depois de ter expandido no último trimestre de 2007 a um ritmo de 0,4 por cento e com os números de casas novas e usadas vendidas a decrescerem, são vários os perigos a rondar a maior economia do mundo. Em declarações à agência Bloomberg, Martin Feldstein, membro do comité do National Bureau of Economic Research, uma organização dedicada à investigação económica, disse que “a recessão a caminho pode ser uma das mais violentas desde a Segunda Guerra Mundial”. Antes que venha a acontecer talvez seja melhor comprar o fundo Merrill Lynch World Gold Fund. Ao investir em acções de empresas auríferas, este fundo é a oportunidade que deriva da hipótese chamada “recessão mundial”, uma vez que o ouro é um investimento-refúgio em tempos de crise económica.
A inflação é outro perigo. Nos EUA, a preocupação com o crescimento económico levou o presidente da Reserva Federal, Ben Bernanke, a cortar o preço do dinheiro em 3 pontos percentuais desde Setembro, mas o resultado visível chama-se inflação que, em Fevereiro, ascendeu a 4,3 por cento. Na Zona Euro, a acção do Banco Central Europeu é diferente, mas o resultado é semelhante. Apesar de Jean-Claude Trichet manter-se irredutível na descida da taxa de juro, a apreciação dos bens energéticos e alimentares levou a inflação da Zona Euro aos 3,3 por cento, mais 1,3 por cento que o definido pela política do BCE. Ora, com ambas autoridades mais concentradas em manter as economias acima da linha de água do que em conter a inflação, a solução é colar-se à desvalorização do dinheiro através de um fundo de obrigações indexadas à inflação. O Parvest Global Inflation-Linked Bond é uma boa opção. Além de estar entre os mais rentáveis da classe possui um risco médio baixo.
Perante tais cenários, há apenas uma certeza: a incerteza vai permanecer. Mas isto não quer dizer “aguente-se”. Em vez de ficar parado a ver o valor da sua carteira de investimentos descer e subir ao sabor dos índices accionistas transforme a volatilidade dos mercados em lucros através do fundo CAAM Volatility Euro Equity. Este fundo investe na volatilidade dos mercados accionistas da Zona Euro e o resultado está à vista: nos últimos 12 meses, o fundo acumula um ganho de 12 por cento, líquido de impostos, incorrendo num risco médio. Joaquim Madrinha

3 fundos para virar a crise a seu favor
Ouro, inflação e volatilidade estão entre os “activos” que mais valorizaram desde que estalou a crise, no Verão de 2007
Fundo Rendibilidade
12 meses
Comentário
Merril Lynch World Gold
Onde comprar: Banco Best, BPI, Deutsche Bank, Millennium bcp
23,60% Investe em empresas auríferas, o sector-refúgio em tempos de crise
Parvest Global Inflation-Linked Bond L
Onde comprar: Banco Best
6,56% Se não consegue evitá-la, invista na inflação
CAAM Volatility Euro Equity
Onde comprar: ActivoBank7, Banco Best
12,00% Em vez de ficar a roer a unhas, faça da volatilidade uma fonte de lucro
Fonte: Bloomberg. Rendibilidades em euros líquidas de impostos. 19 de Março de 2008

Pesquisa Carteira

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags