Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2008

É Óbvio Que as Acções São Para o Longo Prazo

Djovarius diz, no Caldeirão de Bolsa, que ler o blogue da Carteira "foi o regresso ao ano 2000". Será que ele percebe a razão para a Carteira recomendar o investimento no mercado accionista quando os índices estão em queda livre? Surpreenda-se: o ano 2000 não foi assim tão mau para quem investiu em acções – desde que tenha seguido uma estratégia racional.
Se tivesse investido 250€ por trimestre desde Julho de 1992 no BPI Europa Valor teria ganho 6,72% por anoPara que fique claro é preciso um exemplo prático: o BPI Europa Valor. É um bom exemplo por 2 razões: é antigo e as cotações históricas são públicas, logo qualquer pessoa pode fazer as contas seguintes. Apesar da bolha da Nova Economia, do 11 de Setembro e de todos os mini-crashes, sabe quanto teria acumulado se tivesse investido cerca de 250 euros por trimestre desde Julho de 1992? Mais de 27 200 euros. Isto é, teria ganho 6,72 por cento por ano! Mesmo que tivesse começado no auge da bolha, no início de 2000, teria agora quase 9500 euros, o que representa um ganho anual de 3,43 por cento. Note que estes desempenhos já são líquidos de impostos e de todos os encargos a pagar à sociedade gestora.
Obviamente que os resultados dependem do fundo escolhido. Se tivesse optado pelo BPI Europa Crescimento em 1992 teria alcançado uma rendibilidade anual de 4,26 por cento por ano, seguindo a mesma estratégia de investimento trimestral, o que, mesmo assim, não é mau de todo. Apesar disso, o BPI Europa Crescimento é agora a escolha da Carteira para investimentos no mercado accionista europeu (como poderá ver na edição de Fevereiro, que irá para as bancas no dia 30).
É por isto que, se quiser apostar em acções, faça-o progressivamente e a pensar no longo prazo: 5 anos é simpático, 10 anos é bom, mas mais é melhor. E, se quiser ir pela via dos fundos, escolha um que tenha comissões baixas. David Almas

Pesquisa Carteira

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags