Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

Kit Para Enfrentar a Recessão

Abra o kit.Embora a Reserva Federal tenha cortado mais uma vez os juros, avolumam-se os estudos que apontam para uma forte descida no crescimento americano e são muitas as vozes que começam a falar de recessão nos EUA. É possível que as suas acções sejam afectadas por um mau ano da economia norte-americana? Gustavo Trillo Guarrigues,director da JPMorgan Asset Managment acredita que “os preços já descontam grande parte deste cenário negativo” e, portanto, compensa assumir os riscos. Antes de avançar, receba algumas dicas:
1. Não se vá deitar a pensar que tem as melhores acções do mundo e acorde no outro dia a pensar que é o pior investidor só porque o mercado abriu em queda. Não venda ao sabor do que os outros pensam das suas acções, mas siga um objectivo de longo prazo. Altos e baixos existem sempre.
2. Compre acções de empresas de grande dimensão. Historicamente enfrentam melhor os maus momentos da economia.
3. As empresas ligadas a mercadorias deverão ter um bom ano, segundo os analistas (veja "Enxada Para Cultivar os Ganhos") pela maior procura de países como a China e a Índia e pela pressão dos biocombustívies.
4. Há áreas que nunca perdem, como acreditam os especialistas do BNP Paribas. Os sectores dos cuidados médicos e da saúde não são negligenciáveis em tempos de recessão, por isso as farmacêuticas e as fornecedoras de hospitais deverão manter os ganhos.
5. Evite alguns sectores que poderão sentir a quebra do crescimento nos EUA. Os grandes retalhistas, a indústria da construção e as companhias aéreas sofrem normalmente com a diminuição de poder de compra dos consumidores. Nuno Alexandre Silva

Pesquisa Carteira

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags