Terça-feira, 15 de Julho de 2008

Depósitos a prazo ainda não valem a pena

Os depósitos não são suficientes para cobrir a inflaçãoNos últimos 4 anos, as taxas de juro dos depósitos a prazo mais do que duplicaram. Os novos depósitos a prazo efectuados em Abril passado receberam uma taxa de juro média de 4,10 por cento, segundo o Banco de Portugal. Porém, isso não é suficiente para colmatar o aumento dos preços. Depois de subtrair os 20 por cento que são retidos pelos bancos por conta de IRS, a taxa de juro anual líquida média reduz-se para 3,28 por cento, o que fica abaixo da taxa de inflação de 3,40 por cento, anunciada pelo Instituto Nacional de Estatística. A escalada dos preços dos combustíveis e dos alimentos eliminou por completo o benefício do aumento das taxas de juro praticadas pelas instituições financeiras.
Com a inflação neste nível, só se deve aceitar os depósito a prazo que ofereçam taxas anuais brutas superiores a 4,25 por cento. A Carteira foi à caça e encontrou na internet 6 boas propostas. David Almas
 
Bons depósitos
Estes são as melhores taxas que pode encontrar numa aplicação a 6 meses
Banco
Taxa anual bruta
(depósito a 6 meses)
6,50%
5,55%
5,50%
5,35%
5,34%
5,10%
Terça-feira, 17 de Junho de 2008

O lado bom de Trichet

A subida dos juros na zona euro parece inevitável. Depois de Jean-Claude Trichet, presidente do Banco Central Europeu, ter sinalizado recentemente uma potencial subida já em Julho da taxa de juro de referência, actualmente nos 4 por cento, os números da inflação nos 15 países com a moeda única colocam ainda mais pressão no BCE. Os 3,7 por cento de crescimento dos preços em Maio, face ao período homólogo de 2007, estão bem acima do tecto estabelecido de 2 por cento.
“Diabo” para uns, “anjo” para outros, o homem forte da política monetária europeia tem 2 rostos para quem deve e quem empresta. Quem sofre são os cerca de 2 milhões de portugueses que têm crédito à habitação e que pagam agora prestações mensais com juros acima de 5 por cento, mas quem está folgado e tem alguma disponibilidade financeira pode aproveitar as notícias de Trichet para ganhar com juros mais altos.
Se não percebe muito dos mercados de capitais e fica nervoso com o risco, os depósitos a prazo são uma boa solução para o seu dinheiro. Alguns bancos oferecem-lhe juros que replicam a oscilação da taxa de juro Euribor, como o Banco Popular, e outros têm taxas para os prazos mais curtos que vão fazer com que o seu dinheiro não perca valor com uma inflação mais alta. Nuno Alexandre Silva
 
Os melhores na internet
À distância de um clique há depósitos que podem evitar a perda de poder de compra e ainda lhe dar algum dinheiro sem risco
Banco
Taxa de juro anual
6 meses
Mínimo
mínimo
BPN
DP Interactivo
4,40%
500€
Banif
Super Depósito Banif@st
4,28%
2500€
Banco Popular
Netprazo
4,26%
500€
Santander Totta
Netbanco
4,00%
250€
Fonte: Bancos. Taxa de juro líquida de impostos
Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

Ganhe mais de 5% sem risco

PrivatBankAs Euribores estão a subir, o que significa que os depósitos a prazo praticados na Zona Euro devem começar a aumentar as taxas de juro. Já não é difícil encontrar depósitos que rendem mais de 3,5 por cento por ano, mesmo depois do fisco abocanhar os 20 por cento do rendimento. Contudo, há regiões do global, não muito longe, que oferecem taxas de juro bastante mais elevadas. Na Letónia, é possível contratar no mercado monetário uma taxa de juro bruta de 8 por cento numa aplicação de 12 meses!
Não precisa de viajar até Riga para fazer um bom depósito: basta ir aos Anjos, em Lisboa, à sucursal do banco letão PrivatBank contratar um depósito a 1 ano que lhe rende 5,46 por cento líquidos de impostos! Embora possa parecer perigoso, os depósitos são garantidos pelo Fundo de Garantia de Depósitos da República da Letónia até ao montante máximo de 20 000 euros por depositante. Além disso, o PrivatBank está na lista do Banco de Portugal das sucursais de instituições de crédito com sede na União Europeia.
"Conseguimos dar estas taxas porque aplicamos o dinheiro na Ucrânia, onde as taxas do crédito à habitação rondam entre os 11 e os 12 por cento", explica Alex Grynenko, vice-director da sucursal do PrivatBank, que também actua na Ucrânia, onde é o maior banco comercial.
O único risco desta operação é a inactividade: se não fizer uma operação por semestre, o banco cobra-lhe uma taxa de "manutenção de conta inactiva" de 5 euros por mês. David Almas
Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008

Canguru Feliz: Ganhe a Saltar de Banco Para Banco

Saltitão Feliz. Foto: GrubanApesar da crise no sector financeiro, alguns bancos continuam a acenar a novos clientes com depósitos a prazo remunerados com taxas capazes de fazer salivar os investidores. O problema são os prazos: são curtos. No entanto, faça-lhes a vontade, mas adopte uma estratégia saltitona e ganhe 4,52 por cento num ano, já líquidos de impostos. Sem risco e sem truques.
Comece pelo ActivoBank7. O banco "online" do Millennium bcp está a oferecer um depósito a 30 dias com uma taxa anual nominal bruta de 7 por cento a quem abrir uma conta com 1000 euros ou aos clientes que aumentarem o seu património no banco após o dia 25 de Janeiro. De uma forma simples, por cada 1000 euros aplicados terá mais 4,67 euros ao fim de 30 dias.
Em seguida salte para o Banco Big. Aqui tem duas hipóteses: 8 por cento a 30 dias ou 6 por cento a 90 dias. Opte pela segunda opção, acumule mais 11,89 euros e siga para o Santander Totta. Aqui peça o acesso ao Netbanco, o serviço "homebanking" do banco liderado por Nuno Amado, e, porque o dinheiro não nasce nas árvores (como diz o banco), encaixe mais 21,06 euros no depósito a 180 dias com o mesmo nome do serviço.
Aceite as propostas dos bancos e ganhe 4,52% sem riscoPor fim, dê o último salto até a uma agência do Banco Popular e aplique os 1037,6 euros que acumulou nos 10 meses anteriores no Depósito 5,5 por cento durante 2 meses e voilà: acabou de ganhar 4,52 por cento líquidos. Qual certificados de aforro qual quê? Naturalmente, é preciso que os bancos mantenham as ofertas em vigor, mas, se não existirem, haverá outras oportunidades. Joaquim Madrinha

Pesquisa Carteira

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags